Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . .
Dow Jone ... % . . . . .
Espanha 0% . . . . .
NASDAQ 0,02% . . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Santos, SP

Máx
25ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Santos, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - São Paulo, SP

Máx
31ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Florianópolis, SC

Máx
25ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Florianópolis, S...

Máx
25ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Curitiba, PR

Máx
29ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Curitiba, PR

Máx
32ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Cuiabá, MT

Máx
39ºC
Min
25ºC
Predomínio de

Sábado - Cuiabá, MT

Máx
40ºC
Min
26ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Belo Horizonte, MG

Máx
28ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Belo Horizonte, M...

Máx
30ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Hoje - Sete Lagoas, MG

Máx
31ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - Sete Lagoas, MG

Máx
33ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Hoje - Campo Grande, MS

Máx
36ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Sábado - Campo Grande, MS

Máx
37ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,57 5,57
EURO 6,50 6,50
LIBRA ES ... 7,10 7,10
IENE 0,05 0,05
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Eventos com mais de mil pessoas deverão promover coleta seletiva do lixo

O incentivo à reciclagem de resíduos sólidos foi o principal tema em discussão na Comissão de Administração Pública nesta quarta (12). Foi aprovado, por unanimidade, um substitutivo elaborado pelo colegiado ao Projeto de Lei (PL) nº 723/2019, que obriga organizadores de eventos privados com público superior a mil pessoas a promover a coleta seletiva do lixo gerado na ocasião. A matéria também recebeu o aval da Comissão de Meio Ambiente. Apresentada pelo deputado Wanderson Florêncio (PSC), a proposta ainda estabelece que o material reciclável seja destinado a associações ou cooperativas de catadores. Desde 2006, uma lei estadual regulamenta a coleta seletiva em Pernambuco, mas a norma não trata especificamente desse tipo de evento. Ao dar o parecer da Comissão de Meio Ambiente, o deputado Tony Gel (MDB) reforçou o entendimento de que a norma, caso aprovada, se aplique a eventos fechados. Ele deu como exemplo os blocos de Carnaval: “Não é prático exigir que o Galo da Madrugada deixe as ruas por onde passa limpas. Em festas ao ar livre, as ações podem ser educativas”, ponderou. Outra matéria relativa à gestão de resíduos sólidos também foi discutida pela Comissão de Administração Pública nesta manhã. O PL nº 303/2019 torna obrigatório o uso de embalagens recicladas na comercialização de produtos de limpeza fabricados em Pernambuco. A proposição recebeu emenda da Comissão de Justiça a fim de suprimir o 3º parágrafo, considerado inconstitucional por restringir a venda de itens produzidos em outros Estados. De autoria do deputado Clodoaldo Magalhães (PSB), o texto abrange substâncias como água sanitária, cloro, ácido muriático, hipoclorito de sódio e seus derivados, desinfetantes, removedores e assemelhados. O projeto determina que, a partir de 2022, as embalagens desses produtos sejam compostas por, no mínimo, 50% de materiais reciclados. Em 2024, a exigência sobe para 100%. Prevê, também, multa de até R$ 5 mil para os estabelecimentos que forem reincidentes no descumprimento da norma. A proposta, contudo, foi retirada de pauta por causa de uma ponderação feita pelo deputado Joaquim Lira (PSD), para quem a exigência pode prejudicar a competitividade de indústrias pernambucanas em relação à concorrência. “A gente já tem uma grande quantidade de produtos vindos de Estados cujo ICMS é menor, a exemplo de São Paulo. Pode ser que, com essa obrigatoriedade, os materiais de limpeza fabricados em Pernambuco fiquem muito mais caros”, pontuou. O deputado Antonio Fernando (PSC) manifestou preocupação similar. Em resposta, a assessoria técnica do colegiado informou que o autor da proposição manteve contato com o setor produtivo, o qual teria concordado com os prazos determinados no texto.  Outras seis matérias receberam parecer favorável da Comissão de Administração Pública, que é presidida pelo deputado Antônio Moraes (PP). Madeira ilegal – A Comissão de Meio Ambiente ratificou, ainda, projeto de Clodoaldo Magalhães que altera norma, também de autoria dele, sobre a destinação da madeira apreendida pela fiscalização ambiental do Estado. A Lei nº 14.148/2010 estabelece que uma parte desse produto seja utilizada na construção de habitações populares. O PL nº 1129/2020, caso seja convertido em lei, obrigará o infrator a bancar a remoção do material recolhido para local adequado de conservação.  Um substitutivo da Comissão da Justiça, apresentado pela deputada Priscila Krause (DEM), retirou um trecho da proposição que dava preferência à jurisdição do município onde ocorreu o corte e, em vez disso, incluiu a utilização também em proveito de Unidades de Conservação do Estado.  “A proposta visa mitigar a grande maldade que, no dia a dia, tem sido praticada com a devastação das nossas florestas. Além da punição a quem extrai madeira de forma ilegal, prevê um fim benéfico para as árvores que foram derrubadas”, avaliou o relator Tony Gel.
12/08/2020 (00:00)
Visitas no site:  2036633
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.